A PÁTRIA, A MÃE, E COISAS QUE VOAM

Por: Luiz Carlos Heleno Mãe sempre foi mais silêncio que alarde. Às vezes uma canção assobiada em fim detarde enquanto cerzia as barras de uma cortina ou regava as plantas que cultivava no quintal.Mas mãe também levou a cabo seus instantes de ira, a fala ou opinião represadas se impondono intento de ser ouvida. Enxurrada […]

Fome, Desemprego e a Psicologia na Política de Assistência Social

Joyce Schmidt Gonçalves Psicóloga – CRP 08/11402 “Moça, eu queria poder ajudar as outras pessoas, mas no momento preciso pedir ajuda”. Ouvi estas palavras de um senhor de 72 anos que, em meio às lágrimas, justificava o motivo de ter ido à unidade de atendimento socioassistencial CRAS (Centro de Referência de Assistência Social) solicitar um […]

A QUEM PERTENCE A AMAZONIA?

Por Meri Tochetto Cardoso, Doutoranda em Ciencias Sociais em Desenvolvimento, Agricultura e Sociedade, CPDA/UFRRRJ. Dos mais de 8 milhões de quilometros quadrados que tem o Brasil, 5 milhões ficam na chamada Amazonia Legal, ou seja, na porção amazônica situada nos limites do territorio nacional. Lá vivem 25 milhões de pessoas que são impactadas todos os […]

Para os trabalhadores (as), desemprego, desalento e fome.

José Álvaro de Lima Cardoso – 03.05.2021 Economista. Podem procurar com uma lupa: do golpe de 2016, para cá, as medidas sãotodas contra os trabalhadores. Não há nenhuma contra o Capital. Sabe-se queo Estado é da burguesia. Mas, historicamente, ele sempre teve algumapermeabilidade para atender reivindicações dos trabalhadores, ou de outrossegmentos da sociedade. Vamos lembrar […]

A veloz “desconstrução” dos serviços públicos no Brasil

José Álvaro de Lima Cardoso (Economista, 21.04.2021) No debate sobre as contrarreformas em geral, o primeiro aspecto quejamais deveria ser esquecido, é que todas elas (previdenciária, trabalhista,Estado), incluindo a PEC 32/2020, vieram na esteira de um crime de grandesproporções contra o Brasil, que foi o golpe de Estado, em curso. Esse golpeteve como momento crucial […]

Caminhos para os sindicatos construírem seu futuro em um mundo do trabalho em mudança[1]

Clemente Ganz Lúcio[1] “Não tenho medo da vida, tenho medo de não viver.” Gilmar Ramos, Campo Alegre de Lourdes, BA Cordel da Juventude do Nordeste Dirigentes, ativistas e assessores sindicais são os destinatários desse artigo. O objetivo é refletir sobre a profunda reestruturação que o movimento sindical brasileiro deve promover para ser coetâneo com as […]

DEBATE – 20/04 – 19:00 O SUS E A PANDEMIA.

Boa noite a todos. Os mais de 350000 mortos e os milhares de infectados pelo Covid 19, seus familiares e amigos e toda a nação brasileira vivem um drama permanente e com consequências cada vez mais funestas. A ausência de condições para a vacinação coletiva em larga escala e a existência de um projeto de […]

URGÊNCIA DE INSURREIÇÕES.

Adalberto Fávero (Beto) – 07/04/2021 “Quem vive pela metade ganha um duplo medo da vida”                                                                               (Mia Couto)                                                “Em algum lugar de alguma selva, alguém comentou: como                                                os civilizados são esquisitos. Todos têm relógio e ninguém                                                tem tempo.” (Eduardo Galeano) “Winston Churchill havia avisado:             – É alarmante e nauseabundo ver esse […]

Urgências econômicas diante da tragédia sanitária.

Clemente Ganz Lúcio[1] É inominável a tragédia social que assola o Brasil. O estado de absoluta estupidez e resoluta incompetência do governo federal no tratamento da crise sanitária viabilizou a joint venture da morte entre o vírus covid19 e os negacionistas na Esplanada dos Ministérios. Na gestão por resultados, contam os nossos mortos. Por tudo […]

Realidade do Trabalho e da tragédia em Santa Catarina

*Tamara Siemann Lopes*José Álvaro de Lima CardosoNo dia 16 de março o secretário estadual da Fazenda, Paulo Eli, afirmou ementrevista que, devido à situação do mercado de trabalho catarinense, não é necessárioque o governo estadual crie um “auxílio emergencial” para os trabalhadores. Naentrevista, o secretário mencionou os dados do Cadastro Geral de Empregados eDesempregados (CAGED) […]