JUN/19 – A reforma da vergonha

Militarizando-se para conter os previsíveis protestos, e remunerando a mídia para dopar as massas, o Estado brasileiro segue com seu plano criminoso de extorquir dos pobres os poucos direitos conquistados ao longo de muitas décadas de luta. A reforma da Previdência Social é uma das tarefas centrais delegadas aos poucos políticos suficientemente torpes para executá-las.

previdencia

O presidente da comissão especial da reforma da Previdência, deputado Marcelo Ramos, o vice-presidente Silvio Costa Filho, e o relator Samuel Moreira, durante sessão de instalação. FOTO: Marcelo Camargo/Agência Brasil.

Unificar idades e colaborações mínimas é reproduzir desigualdade, e não gerar equidade. Artigo de Walcir S. Júnior.

A nova Previdência para o mercado. Por André Machado.

Afinal de contas, a Previdência tem déficit? Análise de Clemente Ganz Lúcio e Clóvis Scherer.

Estudantes contra a reforma da Previdência. Por Jhuli Mielke.

A pá de Karl e o vendedor ambulante. Crônica de Luiz Carlos Heleno.

Mulher do fim do mundo não é apenas uma canção. Martinha Vieira.

Insegurança trabalhista, ano I. Clemente Ganz Lúcio.

A reforma trabalhista 2.0. Clemente Ganz Lúcio.

A previdência social que queremos. Clemente Ganz Lúcio.

A reforma da Previdência, o emprego e a fadinha da confiança. Clemente Ganz Lúcio e Paulo Jager.

Onde está a fada da confiança? Clemente Ganz Lúcio.

Eu, Daniel Blake. Por Guilherme Heleno.