Ser mau virou normal

Adriane Werner

Se alguém, há 10, 15 ou 20 anos atrás, me dissesse que viveríamos este cenário em pleno século XXI, eu jamais acreditaria. Vínhamos num crescendo de inclusão social, de reconhecimento das minorias, de acesso ao ensino, à moradia, às tecnologias, à cidadania… Tudo caminhava muito timidamente, mas, de repente, o retrocesso chegou, atropelando tudo.

Mulheres, gays, pretos, pobres… mal começamos a ter voz e já nos calaram, entupindo nossa boca com um pano embebido em fel, sufocando nossa voz, nosso crescimento, nosso caminhar, mas não nossos sonhos.

Inacreditavelmente, cortar as asas de quem ainda estava aprendendo a voar passou a ser o objetivo. Cotas são coisas pra vagabundos. Filhos bem-criados jamais se tornariam gays, nem namorariam com uma negra. Mulher feia nem merece ser estuprada. Negros, indígenas e pobres só engordam às custas do assistencialismo, até pesarem sete arrobas.

Distribuir comida envenenada pra moradores de rua? Normal. Estapear o pedinte no trânsito? Normal. Policial entrar numa casa e matar a tiros uma criança? Se for preta e pobre, normal. Criança com uniforme da escola, mochila nos ombros? Se for preta e pobre, é suspeita, pode matar. Filho da empregada morreu por descuido da patroa? Era desobediente, ninguém segurava. Aliás, era preto e pobre.

O bonito é posar pra foto segurando arma, fazendo cara de mau. Toda a maldade que estava represada nas aparências do politicamente correto soltou-se com a força de uma explosão, legitimada pelo próprio comportamento do seu líder maior. Uma minoria acuada, mas que segue encontrando argumentos para defender o indefensável. Ah, mas com a melhor das intenções: o combate à corrupção!

Ops, um ministro se demitiu. (Era insubordinado!)

Mais um pediu pra sair. (Era frouxo!)

E o outro? (Traidor!)

E este, agora? (Um herói, caiu atirando!)

Fugiu pro exterior. (Fugiu de quê, se não cometeu crime algum?)

Crimes de racismo, fakenews, ataque inconstitucional a instituições… (Foram desabafos, falou o que muitos queriam falar.)

Acharam o Queiroz. (Um pobre coitado que nem estava escondido.)

Mais gente morrendo na pandemia, Brasil chegando à liderança mundial? (Lamento, todo mundo um dia vai morrer.)

Jornalista? (CALA A BOCA!)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s