A reforma da vergonha

Militarizando-se para conter os previsíveis protestos, e remunerando a mídia para dopar as massas, o Estado brasileiro segue com seu plano criminoso de extorquir dos pobres os poucos direitos conquistados ao longo de muitas décadas de luta. A reforma da Previdência Social é uma das tarefas centrais delegadas aos poucos políticos suficientemente torpes para executá-las.

previdencia

O presidente da comissão especial da reforma da Previdência, deputado Marcelo Ramos, o vice-presidente Silvio Costa Filho, e o relator Samuel Moreira, durante sessão de instalação. FOTO: Marcelo Camargo/Agência Brasil.

Unificar idades e colaborações mínimas é reproduzir desigualdade, e não gerar equidade. Artigo de Walcir S. Júnior.

A nova Previdência para o mercado. Por André Machado.

Afinal de contas, a Previdência tem déficit? Análise de Clemente Ganz Lúcio e Clóvis Scherer.

Estudantes contra a reforma da Previdência. Por Jhuli Mielke.

A pá de Karl e o vendedor ambulante. Crônica de Luiz Carlos Heleno.

Mulher do fim do mundo não é apenas uma canção. Martinha Vieira.

Insegurança trabalhista, ano I. Clemente Ganz Lúcio.

A reforma trabalhista 2.0. Clemente Ganz Lúcio.

A previdência social que queremos. Clemente Ganz Lúcio.

A reforma da Previdência, o emprego e a fadinha da confiança. Clemente Ganz Lúcio e Paulo Jager.

Onde está a fada da confiança? Clemente Ganz Lúcio.

Eu, Daniel Blake. Por Guilherme Heleno.

 

 

 

Uma ideia sobre “A reforma da vergonha

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s